Plano de Atividades para 2018

Plano de Atividades para 2018

O Plano de Atividades da A.P.M.J. para 2018, discutido primeiramente em Alcácer do Sal, e depois aprovado pela A.G., define como objetivos a prosseguir: o estudo e divulgação das Teorias Feministas do Direito, a escolha preferencial das temáticas objeto da Convenção de Istambul, o reforço dos laços entre as Juristas Lusófonas e atenção às questões de Justiça ambiental e sustentabilidade.

 Em consonância, o Plano de Atividade prevê que seja dada continuidade às seguintes iniciativas:
• Acompanhamento da atividade legislativa, com vista à produção de Pareceres sobre os mesmos;
• Funcionamento dos Grupos de Estudo sobre diferentes temáticas relevantes para a Igualdade de Género;
• Realização ou participação em Colóquios e Cursos Breves sobre diferentes áreas dos Direitos Humanos das Mulheres;
• Extensão a diferentes cidades do país do Projeto “Hoje, Não!”;
• Promoção do “Prémio Teresa Rosmaninho – Direitos Humanos, Direitos das Mulheres”;
• Comemoração do Dia Internacional das Mulheres;
• Participação e/ou representação em órgãos de consulta e grupos de trabalho de entidades oficiais, e plataformas de cooperação com entidades privadas e públicas.

Assim, todas as associadas que queiram participar nos Grupos de Estudos, atualmente em funcionamento, poem enviar um mail para a sede da Associação manifestando essa intenção.
Esses Grupos são os seguintes:
• Violência de Género
• Violência Obstétrica
• Igualdade no Trabalho e Parentalidade
• Suprimento das Incapacidades Civis

Os Colóquios e Conferências cuja realização se encontra já prevista terão lugar nas cidades da Guarda, Chaves, Mértola, Funchal e Ponta Delgada e irão versar sobre temas de Violência de Género.
Os Cursos Breves que foram decididos ser organizados versarão temas ligados à prática forense sob a perspetiva da defesa dos Direitos Humanos das Mulheres

Sobre Nós

A Associação Portuguesa de Mulheres Juristas é uma organização não-governamental de juristas, fundada em 1988, com o objectivo de contribuir para o estudo crítico do Direito sob a perspectiva da defesa dos Direitos Humanos das Mulheres.

Partilhe

Acompanhe-nos nas redes sociais!

 

NEWSLETTER

Receba todas as notícias da A.P.M.J. e ofertas especiais.