Cartaz Hj n

Joana e Miguel são dois estudantes universitários, que se conheceram, simpatizaram

e começaram a sair juntos.Uma noite, Miguel leva Joana para sua casa e força-a a

  ter relações sexuais. Na sequência da queixa-crime apresentada por Joana contra Miguel,

este é acusado de ter cometido um crime de violação.

"Hoje, não!" é a simulação desse julgamento, que procura fazer a desconstrução dos mitos

e realidades associadas ao crime de violação.

É a vítima que tem de impedir a práctica deste crime, resistir ou gritar?

E o seu autor tem de exercer violência fisisca para que se possa falar de crime?

Qual o perfil típico de um violador?

Como reage e como se comporta habitualmente uma vítima desse crime

 

 

 

 

 

 

8 de março de 2017

Cerimónia evocativa dos 40 anos da reforma do Código Civil, de 1977

Salão Nobre do Ministério da Justiça. 

 

 Fotos 40 anos da reforma do Código Civil

 

 

Na cerimónia usaram da palavra a Dr.ªRegina Tavares da Silva, a Dr.ª Leonor Beleza, a Ministra da Justiça, Dr.ª Francisca Van Dunem, cuja intervenção corresponde, no essencial a um texto que redigiu e que foi publicado na Revista Julgar, nº 29/2016 com o título “ Constituição de 1976 – Género e Tribunais”.

A final discursou o Presidente da República, que condecorou o Dr. Almeida Santos, a Professora Isabel Magalhães Colaço, a Professora Maria Nazaré Lobato Guimarães e o Professor Francisco Pereira Coelho.

Sobre Nós

A Associação Portuguesa de Mulheres Juristas é uma organização não-governamental de juristas, fundada em 1988, com o objectivo de contribuir para o estudo crítico do Direito sob a perspectiva da defesa dos Direitos Humanos das Mulheres.

Partilhe

Sede

NEWSLETTER

Receba todas as notícias da A.P.M.J. e ofertas especiais.